Menu fechado

Célio Barbosa

Biografia:

Membro Emérito da ACADEMIA PETROPOLITANA DE LETRAS JURÍDICAS, que tem em sua Presidência o Desembargador João Francisco; 27/01/01;

Prêmio Vip – Serviços prestados à Petrópolis pelo jornalista Célio Thomaz;

Medalha de Mérito Jurídico, concedida pela Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Petrópolis/RJ, por relevantes serviços prestados à Justiça;Moção Gratulatória recebida em 02/07/2005 da Câmara Municipal de Petrópolis, por iniciativa do Vereador Marcio Arruda de Oliveira;

Participação Especial no concerto Musical no Palácio Quitandinha em 26/05/2006 a convite da OAB/RJ, Seção Petrópolis;

Trabalhos:

CANTO AO AMOR QUE CHEGOU

Por estrada vim
Que me perdi.
Até que encontrei você.
Agora sim,
Eu sei quem sou, meu amor.
Sim, um novo sol
Apareceu
E minha dor eu já nem sei
Onde ficou

1. sei que morreu para mim.

Encontrei
Agora achei
Sei ser você
Meu amor

minha paz.

CARNAVAL DE OUTRORA

Onde estão
Os arlequins e colombinas?
Os pierrots
Já não passeiam nos salões.
Onde está
O alguém que amei em três dias?
Busco você
Que se perdeu na multidão.
Agora só restam lembranças
Confetes, serpentinas
Desbotados ao morrer.
A minha fantasia
Já não tem mais colorido.
Sem você tudo é vazio
E sem graça meu viver.
Volta amor, que eu morro de saudade.
Vem se perder em meus braços.
Você é minha paz…
Vem amor, iluminar o meu luar.
Valeu a pena esperar
Mais este carnaval chegar.
ETERNO AMOR GOTAS DE SOLIDÃO

Vem amor, vamos caminhar.
É a vida sorrindo pra nós.
Sinta a brisa,
Veja os campos,
Colha flores
No imenso jardim.
Tudo é muito lindo,
Sinto o vento em meus cabelos
É um todo em esperança.
Hoje a paz é criança em nós…
Veja amor, pássaros no ar,
Borboletas, enfeitando os céus,
Lindos lírios,
Sol ardente,
Verdes campos
Em ciranda sem fim…
Veja o sol se pondo,
A primeira estrela vindo.
Me abrace, veja a lua!
Prateando a imagem sua. Eu
A gota
No mar
Da vida.
Eu
O pingo
Da gota
Da chuva
Na grama
No verde
Na rua.
Eu
A gota
O pingo
A gente
Sofrendo
Na vida
Na rua.
E querendo
E ansiando
E não tendo
Mais que:
A gota
O pingo
A vida
A rua…

MEIGA PRESENÇA MELHOR ASSIM

Cada vez mais
Sinto dentro de mim
O quanto preciso de ti…
O ar,
O céu,
O mar
Em tudo que vivo
Eu pressinto a tua presença.
Meiga presença minha

1. razão de meu viver.

Recompensa de tudo
Que merece,
Mereço
E merecerão.
No dia em que não tiver a ti
Não terá a vida
Nenhum sentido pra mim

A paz voltou…
Perdi você
E fui feliz assim.
Sentir saudades,
Eu vou sentir.
Mas o que fazer?
Sei que foi melhor assim

1. nossa separação.

Vi que não adiantava
Prosseguir

1. com nossa união.

Viver assim
Não quero não.
Prefiro a solidão
De ter você tão longe
E perto do meu coração…
Não vou ficar curtindo dor
Pois sei que foi melhor assim
Eu ficar você sair…
Eu ficar você sair…
Deixando a solidão pra mim.

NÓS REENCONTRO

Eu, você e a eternidade.
Eu…
Você…

1. a eternidade…

eu e você nos conhecemos
vivemos
amamos
nos perdemos

1. um dia nos achamos.

Voltamos e ficamos.
Hoje, estamos, somos e cremos.
Juntamos a nós, a nossa fé.
Nossa crença e o nosso dia-a-dia…
O nosso sol é o mesmo.
A nossa lua também.
Lado a lado estamos.
Conosco está a nossa esperança.
A esperança e a fé
Deram a eternidade a nós dois.
Hoje somos: eu, você e a eternidade
Nós…

TRILHAS

Ah! Sigo o meu caminho
E caminhando vou sozinho
Com uma saudade de você…
E, na trilha volto sempre
Voltando, só me encontro
Na saudade de você…
E, se eu puder cantar
E, se eu puder sorrir
Deixa sangrar
Não vai doer…
Não vou me afligir
Da mentira vou vier
Sempre e sempre,
Na verdade,
Na saudade
De você.

Na noite linda
Recordo ainda
O que vivi…
Você comigo
Serviu abrigo
Como me senti…
Agora chove
Dentro de minh’alma
Mas tenho calma
No amanhã.
Você comigo
Meu doce abrigo
Amor sem fim.

SOMOS TUDO

Vives o meu dia-a-dia
Uma eternidade…
E ainda não me conheces
In-tei-ra-men-te…
Não sabes que somos irmãos?
Carne da mesma carne
Alma do mesmo espírito
E vida da mesma vida?
Nós, apesar de tudo,
Somos uma ex-ce-ção
à regra
em tudo que existe.