Menu fechado

Ivan Herzog

Biografia:

Secretário quase permanente da Academia, foi poeta, trovador, haicaista e contista de temas espirituosos e levemente picantes.

Trabalhos:

Opus nº um

Com fios de nuvens bordei uma ovelha,
com gotas de orvalho meu pranto verti,
do estrondo do raio tirei a centelha
e a flor que nasceu, a prieira colhi.

Da humana fraqueza tirei suas dores,
da força do vento senti só a brisa,
pintei, no arco-íris, enfim, novas cores
que só um dotado poeta divisa.

Imagens caladas com força no fundo,
num rico preceito, difuso e disperso,
de quem se deteve num sono profundo.

Então, me senti qual senhor do universo
capaz de mudar mesmo a face do mundo,
calcado somente da força do verso.

Opus nº dois

Calcado somente na força dos versos,
Pensei ser capaz de fazer as mudanças,
Mudanças profundas sem ter os dispersos
Desvios dos rumos de minhas andanças.

E são tais devaneios dos mais diversos,
Causados por tantas e tais esperanças,
Profundos abismos, caminhos inversos,
Depois de vencidos nem deixam lembranças.

E assim foi chegando ao fim, tristemente,
O sonho sonhado de forma veraz
E cujo lamento maior foi, somente,

A perda de minhas certezas cabais,
De mim arrancadas de forma patente,
O mundo invencível não muda jamais…