Menu fechado

Nelson José de Souza

Biografia:

Petropolitano, engenheiro civil, com participação em diversas antologias e com várias premiações em concurso. Um estudioso da vida e obra do escritor José Geraldo Vieira.

Trabalhos:

ELEGIA À GUIA DA REFLEXÃO

Não faz muito
Uma pedra, não tão grande,
Lá na serra, bem no meio de um rio,
Só queria ver o mundo
Pois bastava de ver mato, de ver sol e de ver noites.

Veio então uma chuva forte,
Mais forte que as outras,
Engrossando as águas do rio,
E as águas levaram lá para baixo
A pedra queria ver o mundo.

Assim que a chuva passou
E as águas se foram,
A pedra pode olhar ao redor
E ver o mundo que queria.
Viu e gostou.

Depois quis voltar,
Mas voltar como?
Veio então um moço e a apanhou.
Levou-a para longe, transformou-a em brita
E daí em concreto.

Foi ser pedra, a jusante, nos pilares de uma ponte
E sempre que chovia e as águas levantavam
Ela chorava, consciente que perdera
Sua vida pelas águas que levavam
Outras pedras lá para baixo.