Valquiria Cordeiro

Sócia Correspondente 1120
Piracicaba – SP – Brasil

Biografia:

Valquiria Cordeiro atua na área de saúde
como terapeuta e encontrou na poesia o seu descanso.
“Escrevendo me refaço todos os dias, tenho 35 anos, e amo escrever”

Trabalhos
“Linda pra você…”

Hoje vou estar linda!
E quando tocar suas mãos,
Quero sentir que você ainda,
Sente por mim muita paixão…

Irei fixar meus olhos nos seus,
E buscar todas as repostas,
Por aquele infeliz adeus…
Que só nos fez sofrer.

Encontrarás em mim o mesmo sorriso,
Um pouco gasto pelo tempo…
Mas também os mesmos sentimentos,
O mesmo coração…

Hoje vou estar linda!
E quando você olhar pra mim,
Vou sentir-me ainda mais linda…
Porque estarei feliz.

((Valquíria Cordeiro))

“Inexplicável…”

Eu tenho andado tão triste,
Que não consigo entender,
O que de mal em mim existe,
Para eu me entristecer…

Eu tenho andado cheia de medos,
E a saudade por hora vem sufocar,
Tenho me visto cheia de anseios,
Sentindo muito medo de amar…

Eu tenho andado sem esperanças,
Que nem eu posso acreditar…
Eu que sempre tive confiança,
Em viver sempre a sonhar.

Eu tenho sentido um imenso vazio,
Que não tem deixado eu me aquecer,
E como se aqui dentro fosse frio,
Um frio de doer…
(Valquíria Cordeiro)

Rosas que falam…

As minhas rosas falam,
De coisas que preciso dizer,
Das paixões que não se calam,
De tudo que necessito aprender…

As minhas rosas falam,
Dos segredos que não sei esconder,
Das essências que exalam…
No meu anoitecer…

As minhas rosas falam,
Da vida que esta pra acontecer,
Das incertezas que partiram,
Quando minhas rosas ví nascer…

((Valquíria Cordeiro))
25/03/2008

Sem nada a dizer…

…Então o silêncio nos envolveu,
como uma canção triste que vem
de muito longe e toca a alma…
Como um cobertor que aquece
O corpo na noite fria.

Nossos olhos por momentos
Olharam-se e não se viam…
Nossas mãos tentavam se tocar,
Mas não conseguiam.

Era o silêncio que nos invadia,
Deixando em nos apenas
Uma triste tentativa…
_Uma triste ironia!

(Valquíria Cordeiro)
23/07/2008

Parte de mim

Acho-me estranha
Gosto da solidão
Guardo segredos do coração
Gosto do silêncio
Da noite
Das canções mais tristes
Das chuvas mais fortes
Temo a morte!
Sou fascinada pelas flores
Resistente a dores
Porém frágil aos amores
Tenho medos que desconheço
E outros que até mereço
Sou avessa ao espelho
Não uso vermelho
Gosto das comidas picantes
Prefiro as bebidas quentes
Tems as alturas
As pessoas
Amo a bravura do mar
Tenho olhos tristes
A razão dentro de mim
Fui buscar
Não encontrei
Você não estava mais lá.

Valquíria Cordeiro
26/02/2008

Amor virtual

Tens voz de anjo,
miragem sem face,
chega tão doce
e permaneces…
Em pensamentos,
és sedutor,
paixão, delírio,
cheiro amor.
Silencioso e calmo,
diz coisas lindas,
e és gentil,
e sem rodeios,
e me paquera
e me encanta…
Acaricia os meus sentidos
e me levanta.
Enfim, quem és?
Chegas assim ,
um vendaval…
E sem tocar
a minha pele,
faz com que eu espere,
o tempo que for preciso…
Sensível…
Sem juízo…
Só para, mais uma vez,
ouvir teu riso,
mesmo que ele seja virtual.

(Valquíria Cordeiro)
26/11/2008

Permita-me

Invadir seu pensamento,
E em silêncio sondar seus sonhos,
Seus medos, seus anseios…
Ir conhecendo seus sentimentos,
E assim tornar-me intima dos seus segredos.

Permita-me
Invadir o seu coração,
E fazer dele a minha morada,
Ir conhecendo assim as respostas,
Que lá estão,
E aos poucos ser sua fiel namorada.

Permita-me
Aquece-lo em um desses dias de inverno,
Cativa-lo com meus carinhos,
E mostrar a você meu lado terno,
Conquistando-o de mansinho…
Para que você meu amor, seja só meu.

(Valquíria Cordeiro)

10/02/2008

Sou eu…

Eu sou o seu pior medo,
Mas também sua mais sutíl verdade.
Sou sua velhice madura e sabia,
Sou o frescor da sua mocidade…

Eu sou o seu desejo proibido,
Sou também sua mais visível vontade,
Sou o seu beijo mais negado,
Sou sua maior expressão de felicidade…

Eu sou sua fantasia mais obscena,
Sou também sua oração mais devota,
Sou suas palavras mais amenas,
Sou aquela que não reconhece derrotas…

Eu sou sua pior tristeza,
Sou também sua total alegria,
Sou o escuro da tua noite,
Sou a luz do teu dia…

Eu sou você.

(Valquíria Cordeiro)

08/04/2008